Filme Repetido.

14 de Janeiro de 2010. Isso significa: Férias.

Acordei hoje por volta do meio dia e alguma coisa, almocei sem café, fiz os deveres diários (como alimentar as tartarugas) e… Voltei pra cama. Dou-me conta de que tenho um filme para entregar pra locadora, mas que provavelmente, vou voltar a alugar em algumas semanas, assim como fiz com Quem Quer Ser Um Milionário (4 vezes), Sim Senhor (3 vezes) e O Curioso Caso De Benjamin Button (3 vezes). E estes são só alguns que assisti repetidamente. E poucas vezes até, pra meu costume. Talvez seja pelo fato da HBO repetir bastante o mesmo filme, mas percebi que este não é o meu problema, por que os outros canais de filmes passam novos todos os dias. Que nunca vi. Mas que não tenho vontade de tirar do repetido para ver. Tenho mania de filme repetido há muito, muito tempo. Mas só a poucos minutos eu decidi descobrir o porquê.

Comecei tecendo pelo pensamento de que o filme representa o momento. Como um bom livro (o que em minha opinião, não tem como comparar). Se o vê num determinado momento e gosta, às vezes é pela companhia, pela mensagem, pelas risadas, pelos efeitos. Assistindo-o novamente, encontra detalhes que não percebeu, encontra lições que não absorveu, e assim isso continua enquanto repete o filme. É a aprimoração da idéia, do pensamento. É a relembrança do momento original, é a formulação de uma crítica melhorada. Ou não.

Percebi então que seja talvez por que eu tenha colocado uma barreira em volta de um título novo. Eu não sei do que pode se tratar, não me interessa tanto assim. Se eu sei o que acontece, me sinto segura da história, do desfecho, e sei que vou acabar satisfeita. Acho que descobri uma nova paranóia na minha coleção de esquisitices. Mas isto não é de todo ruim. Eu ainda me aventuro em filmes novos. Poucos, é verdade… Mas aos poucos, vou quebrando este hábito repetido. O filme que tenho que entregar (UP, altas aventuras), eu nunca tinha visto. Está certo que foi recomendado por quem tem um gosto parecido com o meu (creio que até mesmo na repetição). Mas me surpreendi ao encontrar uma caverna destas atrás de uma simples observação. Acho que vou começar a tentar publicar uma crítica de cada filme que vejo… E com isto, talvez eu busque mais o que fazer… Perdão. Mais o que ver.

E até mesmo comece a dissecar pequenos hábitos estranhos (uff, são muitos). Eles provavelmente não são só hábitos estranhos. E duvido que isso aconteça só comigo.

Vai dizer que você também não gosta de filme repetido?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s